29 de mar de 2013

Resenha: Morte Súbita – J. K. Rowling



Sinopse: Quando Barry Fair Brother morre inesperadamente aos quarenta e poucos anos, a pequena cidade de Pagford fica em estado de choque. A aparência idílica do vilarejo, com uma praça de paralelepípedos e uma antiga abadia, esconde uma guerra.
Ricos em guerra com os pobres, adolescentes em guerra com seus pais, esposas em guerra com os maridos, professores em guerra com os alunos… Pagford não é o que parece ser à primeira vista.
A vaga deixada por Barry no conselho da paróquia logo se torna o catalisador para a maior guerra já vivida pelo vilarejo. Quem triunfará em uma eleição repleta de paixão, ambivalência e revelações inesperadas?


Quem não conhece a mulher que escreveu Harry Potter? Se existe alguém, essa pessoa com certeza não vive em nosso planeta. Se você cresceu com a saga, você está pronto para encarar esse livro. Se você faz parte do grupo de pessoas que por algum motivo inexplicável nunca leu sobre o bruxinho mais famoso da literatura, está mais do que na hora de deliciar-se com a escrita da minha britânica favorita.

Esqueçam as varinhas, caldeirões e vassouras. Morte Súbita não tem nada de mágico, muito pelo contrário, é sobre a realidade, nua e crua. Rowling veio para provar que não é artista de uma obra só, lançando seu primeiro livro para adultos, uma obra recheadas de temas polêmicos e muita ironia. 

A primeira coisa que você precisa saber sobre esse livro é que muito dificilmente você irá gostar de algum personagem, alias você provavelmente odiará a maioria deles. Isso porque os moradores de Pagford representam os piores defeitos dos cidadãos de qualquer lugar, são mesquinhos, hipócritas e totalmente detestáveis. Mas principalmente, fazem questão de manter as aparências acima de tudo.

E é com a morte de Barry que todas as aparências acabam caindo por terra. Existe uma questão histórica no que se refere à Pagford, onde no passado um bairro de periferia – Fields - acabou sendo anexada a cidade por um conjunto de fatores. E isso sempre gerou a revolta de grande parte da população, que não aceita ter que arcar com as conseqüências dos problemas sociais gerados pelas pessoas de baixa renda que vivem ali, como ter crianças carentes estudando junto com os seus filhos nas escolas públicas de excelência da cidade. Barry sempre lutou a favor de Fields, mas agora ele não pode fazer mais nada por aquelas pessoas.

Drogas, Bullying, Cyberbullying, Luta de classes, Pedofilia, Adultério, Miséria, Estupro, Política, Violência Doméstica, Preconceito, Xenofobismo, Mídias Sociais, Automutilação, Transtornos de Personalidade... São só alguns exemplos dos temas abordados nesse livro, na verdade, você pode escolher o problema social de sua preferência que ele provavelmente estará aqui.

Você pode estar se perguntando por que ler um livro com temas tão pesados e personagens tão desprezíveis. Bem, talvez porque todos nós também tenhamos nossos defeitos e também vivamos em uma sociedade detestável e às vezes é bom nos confrontarmos com algumas verdades e refletirmos sobre algumas coisas, principalmente se for com a escrita aguçada, irônica e inteligente da Rowling. 

Acho que as partes que abordam os personagens adolescentes foram as que mais me tocaram, já que no auge dos meus vinte aninhos, é a realidade mais próxima de mim. Mas as discussões sobre as questões sociais também me tocaram, porque é um assunto que eu me interesso, ver como as pessoas são muito mais egoístas e preconceituosas do que aparentam.

Pagford é uma cidade no interior da Inglaterra, mas poderia ser qualquer cidade, em qualquer país, inclusive no Brasil. É incrível como muitas vezes eu tinha certeza de estar lendo um livro nacional.

Para quem já leu, eu ia adorar discutir com você sobre ele nos comentários, deixe sua opinião! O que você achou? Qual cena mais te marcou? Teve algum tema que foi difícil para você ler sobre? De que lado você estava na eleição? O que você achou da atitude que os adolescentes tomaram para se vingarem de seus pais? Você acha que funcionou? O que você sentiu quando o livro acabou? 

Curiosidades:

1) Os direitos autorais do livro foram vendidos para a BBC de Londres que produzirá uma mini série sobre o livro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário